segunda-feira, 12 de agosto de 2013

Lugares e Plantas

Oi pessoal, tudo bem?

Vamos ver hoje quais os tipos certos de plantas para cada lugar :D

Dentro da residência
Há muitas espécies vegetais para ambientes fechados, e todas necessitam de uma única condição: claridade. Quanto mais próximas das janelas, mais bonitas e vistosas elas serão. Entre os arbustos, boas opções são a pleomele, o fícus e a pata-de-elefante. As árvores da felicidade, macho e fêmea, caíram um pouco no esquecimento, mas ainda fazem bonito em salas e halls de entrada. Quanto às floridas, há o lírio-da-paz, o antúrio e a violeta. Se preferir folhagem, confira todos os tipos de sanseviérias, filodentros e palmeiras, como a rápis e a fênix. Do lado de dentro da casa, canteiros
ladeando a entrada do carro também têm um bom efeito. Não é difícil definir o que plantar: são inúmeras as espécies que se adaptam em apenas 50 cm de largura.
Varandas
Para as varandas, recomendam-se plantas resistentes ao vento e ao calor. Dentre as possibilidades, podemos encontrar a espada-de-sãojorge, a iuca e o bambu-mossô, que podem ficar em vasos ou em jardineiras. Porém, caso opte pelas jardineiras, é preciso tomar cuidado para que não haja infiltração, por isso, não cultive as folhagens diretamente nelas. Plante em vasos de plástico e deposite no fundo da floreira. Preencha os espaços com areia de construção e dê acabamento cobrindo de cascalho grosso. Sobretudo em varandas, as plantas devem estar integradas ao entorno. Vasos, móveis e fechamentos, como treliças, precisam ser pensados em conjunto. É essa harmonia que torna o projeto
atraente.

Terraços
Os terraços de andares altos (do décimo para cima) sofrem a ação dos ventos, o que causa desidratação nas plantas. Regas constantes resolvem o problema, mas é sempre melhor investir em exemplares de clima temperado. Entre esse exemplares, encontramos os buchinhos, as tuias e as azaleias. Outra sugestão para terraços são espelhos-d’água com plantas aquáticas. Estas dispensam manutenção frequente e possuem vida longa.
Minijardins
Os minijardins ficam graciosos em bancadas de banheiro e mesas de centro ou laterais, assim como na estante. Invista em espécies rústicas, que são mais fáceis de manter, como lírios e todas as variedades de sanseviéria. Uma dica é reunir pequenos vasos numa mesma bandeja, compondo as alturas e texturas. Misturar espécies de galhos rende arranjos simpáticos. O segredo é ter um elemento de destaque e trabalhar o entorno em função dele.
Jardins verticais
Os jardins verticais enfeitam qualquer ambiente. Geralmente, cultivam-se orquídeas nesse tipo de jardim. Para isso, parafuse pequenas barras de ferro na parede e fixe nelas os vasos – a planta se adapta melhor aos modelos de cerâmica. Escolha variedades que floresçam em épocas diferentes. As orquídeas também podem ser cultivadas em muros rentes à piscina, já que não soltam folhas ou pétalas na água.

São vários tipos de jardim. Qualquer pessoa pode ter :)
E você já tem o seu? Depois me conta!

Beijos,


Priscila

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada por visitar o meu Cantinho!
Ficarei muito feliz em ler seu comentário e irei responder o mais breve possível.
Beijos :)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...