quinta-feira, 10 de outubro de 2013

E agora? MDF ou MDP?

Oiê :)

Como trabalho em uma loja de móveis planejados ouço muuuuito essa pergunta: 'Vocês trabalham com MDF ou MDP, qual a diferença?'
Vamos descobrir isso agora!

MDP ou Medium Density Particleboard, em tradução livre, chapa de partículas com média densidade. Vamos esclarecer, inicialmente que o qualificador “média densidade” é da chapa, ou seja, a chapa é de média densidade e não as partículas.
Trata-se do painel de madeira mais utilizado no mundo por representar o melhor custo benefício e aplicabilidade para modulação de móveis corporativos e até mesmo residenciais. É composto, de maneira simples e direta, por pequenas partículas que são geradas através de um processo de trituração das madeiras (normalmente pinus e/ou eucalipto – 100% provenientes de florestas plantadas).

MDF ou Medium Density Fiberboard, em tradução livre, chapa de fibras com média densidade. Assim como no MDP o qualificador “média densidade” refere-se à chapa e não às fibras.
Trata-se de um painel de madeira composto por fibras de madeira tornando-se mais homogêneo e apto à usinagens, pinturas, trabalhos em baixo relevo, entre outros. Tem um custo mais elevado na ordem de 15% a 40% em relação ao MDP. Isso se deve, principalmente, ao fato de utilizar muito mais resina e madeira para obter o mesmo resultado dimensional e volumétrico do MDP (madeiras também provenientes de florestas plantadas com manejo ambiental certificado internacionalmente).

Objetivamente, MDP e MDF, são chapas em madeira com densidade média. Ambos são indicados para fabricação de móveis. Têm características físico-químicas diferentes entre si levando à escolha dos fabricantes, por um ou outro, estar associada ao design, técnicas de fabricação, parque industrial e maquinário disponível. MDP e MDF têm ótima durabilidade e, em condições normais de uso, os móveis (sejam corporativos ou residenciais) terão a mesma durabilidade e resistência, independentemente, da natureza do painel de madeira utilizado.

Na indústria de móveis seriada, é comum a utilização de peças retas, cantos vivos o que qualifica a utilização do MDP por ser uma matéria-prima com custo mais econômico. O MDF, por sua vez, é mais indicado, pela sua composição e homogeneização do substrato, para pinturas, acabamentos arredondados, e outros trabalhos que possam ensejar usinagens nas peças.

E aí gostaram da dica?

Beijos,


Priscila

4 comentários:

  1. Muito bom saber.
    Meus móveis são em MDF.

    Um beijo.
    eitasoudonadecasa.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Nossa qie show eu nao sabia a diferença, amei as dicas
    adotadospelopai.com.br

    ResponderExcluir

Obrigada por visitar o meu Cantinho!
Ficarei muito feliz em ler seu comentário e irei responder o mais breve possível.
Beijos :)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...